Será que  sabes a diferença entre abs e core?

Será que sabes a diferença entre abs e core?

Ao contrário do que parece os nossos abdominais “abs” e o core não são propriamente a mesma coisa.

SERÁ QUE SABES QUAL A DIFERENÇA?

Os músculos abdominais, com os quais provavelmente a maioria das pessoas está mais familiarizada, são a parte superficial, que conferem o cobiçado visual de six pack, e estes são basicamente trabalhados pela flexão da coluna (Pense em exercícios de abdominais, para visualizar o que quero dizer).

No caso do Core que como o nome indica é o nosso NÚCLEO, inclui todos os músculos abdominais, todos os músculos da cintura pélvica e parte inferior das costas, e até mesmo os glúteos, é nesta parte que algumas pessoas podem ficar espantadas: “Glúteos??”

Sim malta, os glúteos fazemparte do nosso core, e quando o todo o “core” trabalha em conjunto, há um efeito tipo espartilho que funciona principalmente para estabilizar a coluna. (Pense em exercícios tipo agachamentos e peso-morto, para visualizar o que quero dizer com estabilizar a coluna).

Se o nosso core não estiver o minimamente trabalhado, simplesmente não seremos capazes de suportar o peso da barra no exercício de agachamento. Ter um CORE forte significa sermos capazes de nos movimentar-mos de forma mais eficiente e eficaz, melhorando nosso desempenho tanto dentro do ginásio como fora dele.

COMO TREINAR O CORE

Falado mais especificamente para as mulheres (não querendo excluir os homens, obviamente)

Meus exercícios favoritos são o chamamos de “anti extensão”. Que em termos leigos, significa apenas “apoiar a coluna”. Pense nas variações de prancha e exercícios que exigem que a nossa coluna se mantenha em uma posição neutra enquanto os braços e as pernas “fazem o trabalho”.

Esses exercícios não só se transferem para o dia-a-dia, como também são eficazes para criar uma barriga com visualmente atrativa.

STRESS E A GORDURA ABDOMINAL

Agora que já entendemos o que é o core e que trabalha-lo bem bem pode ser sinónimo de uma cintura forte e sexy, precisamos aprender a descobri-lo, isto porque em alguns casos é camada de tecido adiposo (gordura corporal) na secção média, que não nos permite ver o nosso abdominal.

Já é sabido que o excesso de gordura na secção média, está muitas vezes associado a níveis elevados de cortisol, o hormona do stress e que stresse não é apenas derivado a excesso de trabalho, compromissos familiares ou outras situações como por exemplo ficar presa no transito ou chegar atrasada a eventos.

O stress pode também incluir fatores físicos, como intolerâncias alimentares, problemas digestivos, sono de má qualidade ou poucas horas de sono, desidratação, excesso de café e excesso de treino ou tempo insuficiente para recuperar dos mesmos.

O ideal será aprender-mos a trabalhar a favor do nosso corpo, não contra ele, e pequenas / simples mudanças no nosso estilo de vida promovem impactos imediatos.

PEQUENOS HÁBITOS GRANDES MUDANÇAS

Teste de intolerâncias alimentares

Só porque uma comida é “saudável” não significa que é saudável para nós. Se algo não nos faz sentir bem o melhor é simplesmente não comer.
Algumas das intolerâncias mais comuns incluem ovos, glúten, trigo, laticínios, soja, milho e até alguns frutos secos como as nozes, mas este assunto não é novidade 😉

Digestão eficaz

Apoiar a nossa digestão com um probiótico de boa qualidade, enzimas digestivas e muita fibra através da inclusão de vegetais crucíferos como os brócolos e couve-flor pode fazer toda a diferença na hora de tirar o melhor partido de uma alimentação equilibrada.

Existem alimentos que são probióticos naturais como por exemplo a chucrute que pode adicionar em saladas, caso não goste pode optar por usar a suplementação para esse fim.

Um copo de água morna ou tépida, sumo de limão é uma excelente rotina matinal, mais tarde falaremos em detalhe sobre este assunto..

Durma mais e profundamente

Os benefícios que o sono de qualidade pode ter na nossa qualidade de vida, pele, regulação do processo hormonal processos de anabolismo performance desportiva e até consequente perda de gordura corporal também não são novidade.

Para quem tem dificuldades em adormecer a ingestão de zinco e magnésio antes de dormir pode dar uma ajuda (comigo resulta).

Mantenha-se Hidratada.

Evite a desidratação beba no mínimo 2 a 3 litros de água por dia.
Encha as garrafas de água logo de manhã e leve-as para o trabalho, faça por traze-las vazias no final dia.

Para quem prefira água com sabor, como é o meu caso, opte por chá e ou infusões ou então utilize preparados para dar sabor a sua água.

Para que nos segue pelo instagram já devem ter reparado que estou viciada nas infusões H2O da Prozis (ver aquiusa o código Powerf para 10% desconto em todo o site.

Treine inteligente.

Treinar bem, não significa treinar durante muitas horas.
Os melhores resultados no que toca a perda de peso (gordura) são obtido usando uma combinação de treino com pesos (musculação) e treino intervalar de alta intensidade (treinos em circuito por exemplo), em vez de longas sessões de cardio.

Suplementação pode ajudar.

A suplementação pode ajudar o seu corpo na redução do cortisol, promovendo uma melhor recuperação após o treino, reduzindo a inflamação.

Vamos deixar em baixo algumas sugestões de suplementos mais benéficos, basta clicar para ver sugestão de produto.
Probióticos, Vitamina C,  ZMA – Zinco e Magnésio, Omega 3, vitamida D3, Proteína em pó.

Bem malta, este é o tema de hoje, como sempre esperamos que seja útil, para mais dicas diárias acompanhem-nos pelo instagram e facebook 

Beijinhos e abraços

Etelvina e Filipe
@powerfitcouple

SCROLL TO TOP
X
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}